Sabemos que a flexibilidade é uma capacidade física e, toda capacidade não treinada é perdida com o tempo. Assim, com esta aula buscamos ganhar amplitude articular e flexibilidade máxima, respeitando a individualidade de cada aluna.

A flexibilidade é praticamente um bem pessoal, algo muito importante na condução de nossas vidas. Além da flexibilidade de postura, de ideias e diante de situações de confronto, a flexibilidade corporal é essencial em todos os aspectos da nossa vida.

Ela influencia diretamente em cada tarefa do dia: enquanto dormimos, quando nos levantamos e em todas as atividades, ainda que imperceptíveis e automáticas que realizamos como sentar e levantar.

O que é flexibilidade corporal?

A definição desse termo é bem intuitiva e a maioria das pessoas tem a ideia bem clara a respeito do que se pode chamar de flexibilidade. Podemos dizer que flexibilidade corporal é a capacidade dos nossos tecidos de se contrair e esticar, conforme a necessidade de cada ação a realizar, sem causar nenhum dano ou lesão e permitindo a máxima amplitude em todos os movimentos.

Quando enfrentamos dificuldades ou dores musculares e nas articulações para realizar determinados movimentos, sejam eles os mais básicos para pessoas com pouca ou nenhuma atividade física periódica ou mesmo para movimentos mais elaborados para exercícios ou esportes, percebemos o grau de dificuldade que temos e então dizemos que temos pouca flexibilidade.

Além livrar-nos do incômodo das dores e indisposição física, o exercício de aumento da flexibilidade traz uma série de benefícios à saúde e qualidade de vida tais como:

  • Melhoria da postura corporal, pois quando estamos alongados nos posicionamos melhor, sem forçar nenhum músculo ou articulação em demasia;
  • Previne contra o surgimento de cardiopatias e outras doenças que atacam músculos e deterioram o organismo;
  • Produz serotonina, aumentando nossa sensação de prazer e bem-estar e afastando males como a depressão, trazendo verdadeiro rejuvenescimento físico e mental;
  • Diminui os riscos de lesões em movimentos, sejam eles bruscos ou não;
  • Desenvolve a função respiratória e aumenta a resistência pulmonar;
  • Afasta o cansaço e a fadiga e permite recuperação mais rápida.

Como melhorar a flexibilidade corporal

Nenhuma atividade física sem supervisão é recomendada, sobretudo para pessoas que não fazem exercícios habituais. Assim, o ideal é buscar acompanhamento profissional, participando de aulas de alongamento.

As aulas de FLEX da The Queen, especiais para recuperação da flexibilidade corporal, além de muito divertidas e com muita energia positiva, são animadas e conferem leveza ao andamento das atividades, deixando os alunos mais à vontade e relaxados, o que facilita a execução dos movimentos.

Elementos dos esportes, da Yoga, das diversas modalidades de danças e lutas são incorporados às aulas e auxiliam na melhoria da flexibilidade e no ambiente de exercícios. Com eles, a The Queen busca melhoria constante de suas aulas e efetividade nos resultados para todos os seus alunos.